"É melhor ser alegre do que triste, alegria é a melhor coisa que existe!"

domingo, setembro 03, 2006

Depois de um tempão sem conseguir ler com calma os blogs e sem escrever muito por aqui...
(sim, estou trabalhando demais nas últimas semanas)
fiz hoje a peregrinação na internet... e claro, encontrei textos ótimos, como sempre, que me inspiraram escrever.

Li no blog da Ana um texto ótimo - O que as mulheres querem? - resolvi escrever sobre isso também.
Já começo dizendo que não sei direito nem o que eu quero, quanto mais o que todas as mulheres! Não somos todas iguais, os homens também não são... Não compactuo com esta afirmação ...

Então vou falar por mim.
Lendo Carpinejar – Nada mais bonito que um casal se admirando
Pensei, acho que é por aí
O que eu quero – falando em relacionamento -
Eu quero alguém que eu admire, já que é mais ou menos por ai que vai nascendo meu interesse por alguém...
Eu quero alguém que eu admire seu gosto pela vida, seu jeito, suas palavras, manias, maluquices, esquisitices, suas idéias e ideais, seu bom humor, sua lucidez e insensatez...
Alguém que possa admirar as coisas, as pessoas, as músicas, as viagens, os dias frios, as fotos, os vinhos, receitas, livros, filmes, museus, livrarias, feiras, os fatos comigo...
Alguém para rir e para chorar.
Alguém, com quem eu passe horas, dias, anos, conversando e ainda sinta vontade de estar ali ao lado, conversando...
Alguém também, que eu possa crescer junto, aprender, dividir as coisas absolutamente comuns e maravilhosas do cotidiano: chocolate quente no inverno, caminhada em dias frios de sol, sessão da tarde e pipoca, as panelas na cozinha, as idéias, os sonhos e desejos, o silêncio, a casa cheia e vazia, o entendimento pelo olhar.
Que eu possa dividir o que não é tão bom assim, mas faz parte da vida, também.
Alguém pra eu admirar o jeito de andar, de vestir, despir, a forma de amar, tocar, sentir. Alguém que eu possa admirar o olhar - olhar sobre a vida, olhar sobre o mundo, o olhar que lança pra mim.
Alguém que eu possa admirar e que também faça meu coração bater mais forte, que eu goste do beijo, do cheiro, da química, que me seduza ...
Alguém para admirar e amar, e que, conseqüentemente, queira , me amar também...
Porque é totalmente cruel amar, querer, desejar sozinha (o).

Acho que é isso o que mais ou menos eu quero...

8 comentários:

Ana disse...

Ah, Graziana...

Que esta pessoa chegue logo na tua vida! E não deixe dúvidas, quando chegar!

Sean Hagen disse...

*

o irônico é que talvez o outro não seja tudo isso, mas nosso olho o faz assim.
nós idealizamos um amor e transferimos a ele tudo o que desejamos.
às vezes funciona por algum tempo.
outras, nenhum.
mas continuar tentanto parece ser o caminho.


*

Graziana disse...

Ana - um dia chega, eu espero ;)

Sean - Sim, acho que idealizamos demais, o que é complicado pro outro. Dificilmente alguém vai ser como a gente quer. quando a gente gosta mesmo, aprende a admirar os defeitos e qualidades... mas não é fa´cil...
Ir tentando, buscando, acho que é o caminho sim, um dia a gente acha, eu espero ;)

Velazquez disse...

Graziana, não a conheço, mas peguei o link através da Ana.

Você já teve o comentário objetivo de um homem, aqui. Ainda bem que ele desejou boa sorte, nas entrelinhas.

Você escreveu bonito e adorei vir aqui. Freud não vai se remexer no túmulo com o seu post. Ele concorda com o que escreveu.
Bjus

Mosca disse...

poucos casais são cúmplices um do outro, pessoas que se completam verdadeiramente, e tropicando e batendo a cara no poste que a gente vai buscando este alguém, e no fim nem todos acabam encontrando mas casais assim existem e eles nos inspiram, felismente acho que minhas cabeçadas acabaram.

isso me fez lembrar de uma tira que desenhei já faz tempinho.. vou postá-la assim que eu conseguier ter acesso ao meu blog.. (???)..
tentei hoje mas tá difícil!
Té mais :)

Mosca disse...

credo.. quanto erro!

marcia disse...

vc já descreve uma pessoa com quem gostaria de ter uma relação. elementar, meu caro Watson. :)

Graziana disse...

Tânia - Muito prazer! já te linkei aqui nos meus escritos!
vanha sempre, serás muito bem vinda!
Quer dizer que Freud não se revirará no túmulo é... esta foi boa!

Roberto - Dificil encontrar casais tão sintonizados. fico feliz que vc já não dá mais cabeçadas por aí ;) quero ver esta tirinha ...

Marcia - digamos que me inspirei numa (im)possível possibilidade ;)