"É melhor ser alegre do que triste, alegria é a melhor coisa que existe!"

terça-feira, maio 01, 2007

Que país é esse?

Durante os últimos dias pipocaram nos canais de televisão reportagens sobre o trabalho. O Jornal Nacional e sua série de reportagens sobre o trabalho informal apresentou o empregador que emprega com carteira assinada como o coitadinho da história.

Nos últimos dias também escutei algumas pessoas dizendo que o mundo do trabalho está no fim, que aí vem o mundo dos serviços, com os trabalhadores tendo que eles próprios contribuírem com a previdência. Alguns, recomendando, inclusive, para esquecer os benefícios que hoje ainda existem para aqueles que possuem carteira assinada, pois irão acabar! O bom mesmo é fazer previdência privada!

E na televisão de novo, reportagens sobre mercado de trabalho e a importância de hoje falar fluente inglês e espanhol, se possível mandarim! Claro, mandarim, uma língua super acessível e de fácil compreensão pros brasileiros, que falam português!

Sim, porque a China virou moda. Ainda escuto algumas pessoas questionarem se lá existe mesmo trabalho escravo, será possível?

Eu me pergunto, de onde os trabalhadores tirariam dinheiro para investir nas suas carreiras para concorrer neste mercado?
Segue a mesma lógica de sempre: quem tem mais, com as melhores colocações, quem tem menos, com as colocações que restarem. E dêem graças a Deus que conseguiram alguma ocupação...

Me espanto com tudo isto.

Vejo cada vez mais pessoas morrendo de fome nas ruas, crianças trabalhando, quando deveriam estudar. Pessoas sem direitos que irão trabalhar toda a vida e não conseguirão ter uma aposentadoria, que não têm acesso à saúde e educação. Vejo também cada vez mais fraudes, juizes contribuindo com o crime organizado, com traficantes.

A injustiça social só aumenta. Aumenta a violência. O Rio de Janeiro vive praticamente em guerra! Aumenta a morte de inocentes. Diminui os direitos dos cidadãos.

Se as leis trabalhistas vão acabar, espero que não acabem no governo Lula, porque daí sim eu passo a desacreditar totalmente no discurso que ele tinha no início de sua carreira política e passo a acreditar que não ajudei a eleger um cara que dizia pensar no povo brasileiro. Já tenho visto as oligarquias, antes criticadas por ele, no governo, do seu lado e começo a acreditar que ajudei a eleger um cara que não reconhece mais as suas origens...
Que país é esse?

5 comentários:

Cida disse...

A tua desilusão e vergonha também são as minhas.
Fico envergonhada por ter votado em Lula, mas ao mesmo tempo sei que eu não tinha outra alternativa, pois teria que escolher o menos ruim.É uma pena que o Brasil esteja nessa contra-mão da ética.

Zé disse...

Podes crer que essa pressão para modificar as leis trabalhistas não termina tão cedo. O mesmo acontece em outros campos que, segundo os liberais, "emperram o desenvolvimento do país e do Estado". Vide a recente crise na área ambiental, que acaba de derrubar o meu amigo Irineu da Fepam, e no Banrisul, apenas para ficar com dois exemplos, digamos, caseiros.

Quanto ao segundo mandato do Lula, como se diz no esporte, eu já sabia.

Bju

Clélia Riquino disse...

Grazi,

Esta é meio óbvia, pelo título do seu post...

Que país é esse?
Renato Russo
(Legião Urbana)

Nas favelas, no Senado
Sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a constituição
Mas todos acreditam no futuro da nação
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

No Amazonas, no Araguaia
Na baixada fluminense
Mato Grosso, nas Gerais e no
Nordeste tudo em paz
Na morte eu descanso
Mas o sangue anda solto
Manchando os papéis, documentos fiéis
Ao descanso do patrão
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

Terceiro mundo se for
Piada no exterior
Mas o Brasil vai ficar rico
Vamos faturar um milhão
Quando vendemos todas as almas
Dos nossos índios em um leilão
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

Ana disse...

O pior é que as leis trabalhistas podem mais atrapalhar do que ajudar... mas só os povos desenvolvidos, com sindicatos fortes, tem condições de negociar seus contratos de trabalho...
E as obrigações sociais são tão onerosas, pra quem emprega, que pequenas empresas desistem de contratar!
É tudo muito complicado, mesmo!

Lu disse...

Quem idolatra a China consegue olhar pra baixo?
Não sei como é que ainda não tropeçaram.....nas correntes.