"É melhor ser alegre do que triste, alegria é a melhor coisa que existe!"

sábado, julho 28, 2007

o pulso ainda pulsa

Faz frio em Porto Alegre.
Frio não.
Faz Muito!
12° C, sensação de 8° C. Pra mim de 0°C
4 blusões, meia de lã e as mãos ainda estão congeladas. Coloquei as luvinhas que ganhei da Maristela pra aquecer. Gosto de frio, mas não precisava tanto!

Como se não bastasse a folha em branco na minha frente e um milhão de textos espalhados pela minha cama. Preciso escrever, pelo menos começar. Uma linha. Não sei porque inventei mais essa agora, outra monografia. Nem adianta dizer que não quero mais brincar disso!
E minha cabeça em outro lugar que não nos discursos politicos.
Já li o texto do Fausto duas vezes e larguei. Comecei a escrever em cima de um artigo que posso usar, mas acho que está tudo horrivel. Volto amanhã deste ponto.

Esta semana me deu uma vontade largar tudo e abrir um boteco.
Por causa das mesmices, os mesmos problemas ridiculos de sempre no trabalho, falta de respeito já. Já tenho até nome: Espelunca RS, já que vou copiar do espelunca que vi no RJ, pelo menos vou acrescentar RS.

Pelo menos já fiz a estrutura do trabalho e sei o que quero dizer em cada capitulo.

Bom, já fiz a capa também e a contracapa, agradecimentos, dedicatória, já coloquei uma frase do chico para abrir...
Só falta escrever o miolo, este inicio é angustiante, o tempo vai passando e a folha ali, branca, vazia ... e preciso ler mais, ler todos aqueles textos que estão espalhados pela cama...

8 comentários:

Sean Hagen disse...

*



só uma palavra: foco.
lamento, mas teu problema é moeda corrente entre os pesquisadores.




*

marcia disse...

comece pelo primeiro capítulo, esquecendo o resto. uma monografia a gente faz em partes, como Jack, o Estripador. quando vc perceber, ela estará pronta.

o texto não sai pronto de uma vez. ele vai sendo preenchido lentamente, e no final vc amarra tudo, conserta, tira palavras, reescreve, coloca outras citações, limpa. o texto é seu, vc vai mexer nele quantas vezes for necessário, mas é preciso ir avançando.

a idéia de que é preciso sair pronto, logo de cara, é um mito a ser derrubado. Hemingway reescreveu o final de Adeus às Armas 35 vezes.

outra dica preciosa: esqueça a Introdução. ela é a última coisa a ser escrita. quando tudo estiver pronto, inclusive a Conclusão, vc volta e faz a Introdução.

bom trabalho.

Graziana disse...

vou lembrar de focar...hehehehe
até lembrei do filme noiva em fuga
mas voltando a monografia, focar é preciso!

ótimas dicas Marcia!
vou fazer assim mesmo, em partes.
agora que tenho um esquema pronto e sei o que dizer em cada capitulo, vai andar melhor ;)

ederson disse...

vamos abrir bares então! eu tb quero, mas o meu vai se chamar Bar Baridade.

fazer monografia no frio é torturante. no calor tb. por isso q eu nao faço mais essas coisas.

Vivien disse...

esquenta nao...todo mundo que conheço, hora ou outra, quer montar uma barraquinha na praia...rs
beijos.

Lu disse...

Tô nessa do "buteco".
Já a monografia..... sei que apesar de toda esta chorumela, tu consegue!
Bjinhos

katinewalmrath disse...

T� eu sei que � dif�cil.
Mas se jogar da escada pra fugir da monografia j� � demais!!!
Hahahaha.
Guria, me estatelei no ch�o molhado de c�ra l� em casa hoje e me lembrei de ti.
Espero que estejamos bem pro show de quinta.
E tu pra encarar a doce tortura da monografia.
Beij�o.

Cátia disse...

cunhada.... tbm sofri qdo comecei.. tô fazendo em partes, vou lá, volto cá e tá saindo.. a idéia do Buteco me fascina desde sempre!! quem sabe em 2008... agora relax... minha mesa tem papel pra todo lado tbem... qto ao foco? um poouco em cada autor.. mas dá!!!

bjocas