"É melhor ser alegre do que triste, alegria é a melhor coisa que existe!"

sexta-feira, junho 02, 2006

Corcovado

Descia a escada pensando que havia perdido meu almoço em mais uma reunião.
A correria voltou a reinar no meu dia.Tinha que voltar pra sala e correr contra o tempo.

Mas o convite das minhas colegas de trabalho para conhecer um restaurante pertinho da Escola foi providencial. Não poderia ficar sem almoçar mesmo. Lá fomos nós.
Quando acho que já conheço todos restaurantes que tem por perto, me engano.
Hoje conheci o Corcovado, um restaurante muito charmoso que fica bem pertinho de onde trabalho, na Borges. Foi por acaso, estávamos indo a outro que tem ao lado deste, mas estava insuportavelmente cheio.
Entramos. Um cheirinho de madeira no ar, foi fácil encontrar mesa pra três.
O lugar é pequeno e tem uma decoração ótima - Quadros nas paredes com fotos que contam a história do restaurante e café que funciona ali desde 1970.
Na minha frente estava sentado um distinto senhor. Pensei e falei baixinho pras gurias - Deve vir aqui desde que abriu ... percebia-se que ele gostava do lugar, como estavamos gostando.

Não vivi os anos 70, mas me transportei pra lá hoje, em especial, porque é sexta-feira, porque estava feliz, me sentindo enluarada ...
A comida muito saborosa. Hoje tinha um bacalhau divino. Pedia um vinho! Mas, uma pilha de trabalho me esperava. Aliás o lugar pede um vinho. Aconchegante.
Voltaremos novamente, concordamos todas juntas.
Passamos um tempo falando do bolinho de aipim delicioso, das saladas e frutas. De comidas que gostamos e que não gostamos.
Enquanto a Maira dizia gostar de arroz integral, expliquei mais uma vez, entre risos, que não como arroz. Mas sei preparar (tinha que falar em cozinha!) faço sem provar mesmo.
Este assunto é sempre motivo de risos. Sou a primeira pessoa que elas conhecem que não come arroz. O marido da Luisa me identifica como aquela que não come arroz.
E pior que sempre tenho uma história cômica, de um almoço ou jantar que tive que recusar quando o prato incluía arroz...
Como esta pausa para o almoço quando tenho a companhia da Maira, da Luisa e da Gabi (quando tem tempo de nos acompanhar) me dá animo para voltar à correria.
E quanta correria!

Só acho que falta música lá no Corcovado. Talvez uma bossa nova ao fundo completaria o astral do lugar...

6 comentários:

katinewalmrath disse...

Compuseste um cenário encantador! Fiquei morrendo de vontade de conhecer o Corcovado. E mais uma vez me enganei com o título? achei que ias falar de bossa-nova. Por que será? Me convidem pro próximo almoço.

Maira disse...

Grazi, teus textos cada dia estão melhores, sei lá! Olha, acertou na mosca, vamos sugerir uma bossa nova lá no Corcovado!! Curiosidade: eles abrem domingos e feriados, mas não aos sábados. E aceitam reservas para festas!!! BJ

Graziana disse...

Katine - É encantador mesmo,no próximo almoço que formos lá, te chamo!

Maira - Obrigada! Acho que a escrita quase que diária está ajudando ;)
Vamos fazer meu aniversário lá! Vamos pedir pra tocar bossa e chico, que tal!

Sean Hagen disse...

*


vale a pena anotar o endereço, então?



*

Graziana disse...

Sean- Com certeza vale!
Fica ali na Borges, 983.

Anônimo disse...

Na tentativa de encontrar end./fone do Restaurante Corcovado, onde almoço aos domingos com familiares do meu marido, me deparei com teus escritos. Quando percebi que tenho o dobro da tua idade ou tens a metade da minha, me pareceu impossível a comunhão de opiniões.Fiquei maravilhada com tua forma/conteúdo.Espero que continues escrevendo e que mais vezes "sem querer" eu me depare com
algo escrito por ti. Maria da Graça