"É melhor ser alegre do que triste, alegria é a melhor coisa que existe!"

quinta-feira, janeiro 04, 2007

Porto não muito Alegre

Acredito que todos porto-alegrenses ficaram sabendo do caos que nossa querida Porto Alegre passou ontem.
O trânsito ficou parado e no trajeto que eu fiz, do centro até a zona sul só vi um guarda de trânsito, que estava desviando os carros, sozinho, pois por algum motivo, os automóveis não podiam seguir na Avenida Icaraí. O motorista do ônibus que eu estava, não sabia ao certo que trajeto seguir, acabou seguindo o fluxo, que não estava orientado por nenhum guarda de trânsito.
Geralmente fico 45min dentro do ônibus pra ir do trabalho para casa, ontem, devido ao caos, fiquei 2h20min dentro do ônibus para chegar em casa e detalhe, de pé, sim, porque o número de ônibus em horários de maior movimento não é ampliado. Pagamos caro pela passagem e temos que ir e vir amontoados, até quando?
Não é possível que toda vez que chova em Porto Alegre aconteça isso.
É necessário fazer alguma coisa!
Prefeito Fogaça, espero sinceramente que o senhor se reúna com seus assessores e com os seus secretários, para encontrar uma solução, que possa ser colocada em prática logo.
Temos Museu Iberê Camargo que será inaugurado daqui a pouco e ele fica bem no caos do alagamento...
Sei que este caos não é de hoje, que a Avenida Beira Rio alaga há muito tempo, que a avenida Guaíba também tem este problema, assim como outras muitas ruas da zona sul de Porto Alegre. Sei porque moro há 25 anos na zona sul capital.
Assim como eu, outras centenas de pessoas passaram pelo mesmo problema. Quem foi para a zona sul teve que encarar uma verdadeira aventura para chegar em casa!
Não sei quantos acidentes ocorreram, não sei se algum porto-alegrense morreu, por causa do caos, mas não podemos mais deixar nossa cidade assim. Porto Alegre é maravilhosa, eu adoraria que ela continuasse sendo a capital de melhor qualidade de vida, como já foi um dia.
E se o problema fosse só este, de uns tempos pra cá, não podemos mais andar despreocupadas pela rua, nem na zona sul, onde tudo era mais calmo, tranqüilo.A violência não nos deixa viver em paz, não podemos abrir o vidro do carro, não podemos demorar para entrar no portão de nossas casas, nem demorar pra sair, não podemos , não podemos...
E se é pra falar de problemas, tem outros também. Nunca vi a cidade tão poluída...
Além disso, parece que aumentou o número de pessoas morando na rua e os camelôs? Parece que a cada dia cresce mais o número de camelôs no centro da cidade.
E o policiamento? Dificilmente encontramos um policial pela rua, ainda mais agora, quando todos vão para a praia...
Ainda não começaram a incendiar ônibus e atacar delegacias de polícia por aqui, mas espero que as autoridades façam alguma coisa antes que nossa pequena capital passe pelos horrores que o Rio de Janeiro está passando e que São Paulo também já passou...
E que em 2008 eu não precise salientar tantos problemas da minha cidade. Isso que eu nem falei de todos, não falei no sistema de saúde e devo ter esquecido de tantos outros também, lembrei só dos que andam me saltando aos olhos e pra mim já são muitos ...

8 comentários:

Sean Hagen disse...

*


a goethe voltou a virar pscina.
vário carros estragados no meio d'água e a maior bagunça daqueles que davam a volta e tentavam fugir.

e navegantes e entorno, não preciso nem falar.

tudo tem dois lados, né?
eu me esbalando no parcão e vc mofando dentro de um ônibus.

quanto à camiseta branca, me abstenho de falar :p



*

Maira disse...

Bahh, a cidade está um lixão! Quem tem que passar pelo Centro todos os dias que o diga!! Está entregue aos camelôs, piratas, batedores de carteira, pivetes... O lixo acumula nas calçadas e cantos, vendedores irregulares de tudooooo! As pessoas não têm onde caminhar. Os ônibus estão cada vez mais escassos, e ainda querem gastar dinheiro com "Portais", camelódromo e o escambau! Fazer cumprir as leis,nada!

Graziana disse...

Sean - tenho dois caminhos sim, mas vou pelo caminho que o ônibus é menos pior...
não vi a previsão da chuva e escolhi a cor errada pra um banho de chuva, mas bem que eu queria ter tomado banho de chuva, fiquei só na vontade!

Maira - sim, Porto Alegre parece estar sem governo, sei lá, nunca vi tanto problema...

Ana disse...

Que pena, Graziana...

Fica a dica do Sean: na próxima chuva de verão, vai caminhando! Dá um jeito na tal da camiseta, dobra, sei lá! Heheheheh!

Beijão!

Lu Tricotando disse...

Eu também fiquei meia hora dentro do ônibus só pra sair do terminal e entrar na Julio de Castilhos. E quando chego em casa... mal tinha chovido. Já a casa da minha irmã que mora na Tristeza, perto de ti, alagou. Terrível. Vamos comprar uma piscininha de nene e guardar na bolsa pra estas ocasiões?he,he,he,he

Mosca disse...

Nossa..
Bom, eu ando muito decepcionado com os governos, mas não sou besta a ponto de generalizar as coisas.. então espero que o prefeito daí juntamente com seu pessoal tenha bom senso e sabedoria para trabalhar de forma correta e eficiente para que esses problemas sejam resolvidos ou amenizados o quanto antes..
Lamento por você..
Esse tipo de caos ainda não chegou por aqui..
Aqui o que manda é a lei do “quem pode mais, chora menos” essas coisas, vale até roubar cestas básicas de quem precisava tanto!..

Rosamaria disse...

Grazzi

Li teu post, mas tive que sair e não deu tempo de comentar.
Mas lembrei muito de ti, pq saí pronta pra pegar uma chuva que parecia chegar. Por tua experiência coloquei roupa "molhável", sapatos, idem e levei uma sacola pra colocar a bolsa pra não molhar.

E a chuva não veio. Fiquei decepcionada, cheguei em casa quase morrendo de calor e um sol de rachar!

Bjs.

Zé disse...

A Prefeitura tem que encontrar as soluções sim, mas a galera não pode esquecer das responsabilidades dos cidadãos. O que não falta são campanhas da Smam e da Sema, mas tem gente que insiste em não ligar e lança lixo em todo lugar.

Aqui não é diferente. A exploração imobiliária tomou conta de áreas de várzea e os alagamentos nesses bairros só foram se agravando. Esta semana o Wenzel, pai do Wenzel, e sua equipe iniciaram uma baita operação para contenção das cheias e impedir que as águas entrem nas casas das pessoas. Mas ainda vai faltar o povo parar de entulhar os arroios e o rio com tudo quanto é porcaria. A não ser que exista mesmo um intuito coletivo de matar esses cursos d’água e mais tarde as próprias vidas. Lamentável.